Se não é sustentável não é cristão!

Não separa e não destina corretamente o lixo reciclável? Larga seu lixo nas praias, parques e quintais de outros? Joga pelas calçadas nas quais caminha ou pela janela do automóvel? Fundos de rios, mares e lagos são o destino do seu lixo eletrônico, sofás, garrafas etc? Não usa racionalmente a água, energia elétrica e combustíveis? Quando são pagos por seu empregador, parentes, amigos ou por instituição pública abusa e desperdiça ainda mais? Quando são da paróquia nem pensa que sua indiferença ajuda a aumentar custos e até a dar prejuízo, sendo co-responsável pela redução ou falta de dinheiro para despesas e investimentos necessários e justificáveis? Contribui para que o país permaneça campeão em desperdício de alimentos – da produção à sua mesa, geladeira e armários? Continue lendo “Se não é sustentável não é cristão!”

Proposta suja

Naquela cozinha, dezenas de cristãos praticantes, todos voluntários e alguns bastante abnegados, prepararam e serviram delicioso almoço à comunidade. Todos cultuam o Deus criador da natureza e a sacaneiam colocando no mesmo saco o lixo orgânico com copos plásticos, papelões, latas, vidros etc. Continue lendo “Proposta suja”

Programa Atitudes Sustentáveis

Gro Brundtland, ex-Primeira Ministra da Noruega, em 1987 definiu pela primeira vez o termo desenvolvimento sustentável, da seguinte forma: “Desenvolvimento sustentável significa suprir as necessidades do presente sem afetar a habilidade das gerações futuras de suprirem as próprias necessidades”.

Baseado nesta definição elaborou-se o PAS – Programa Atitudes Sustentáveis, o qual tem como objetivo atender/orientar/entusiasmar/habituar as empresas, condomínios, igrejas e residências na busca da sustentabilidade, conscientemente, e não apenas por mera obrigação subordinada ou por interesse em lucrar financeiramente a partir da imerecida e inexistente imagem de pessoa ou instituição preocupada com a  vida do planeta e as vidas que ele abriga. Continue lendo “Programa Atitudes Sustentáveis”